sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Só mais uma de amor :

"Eu me descubro ainda mais feliz a cada pedaço seu e de tudo o que é seu.
Às vezes você é tão bobo, e me faz sentir tão boba, que eu tenho pena de como o mundo era bobo antes da gente se conhecer.
Eu queria assinar um contrato com Deus: se eu nunca mais olhar para homem nenhum no mundo, será que ele deixa você ficar comigo pra sempre?
Eu descobri que tentar não ser ingênua é a nossa maior ingenuidade, eu descobri que ser inteira não me dá medo porque ser inteira já é ser muito corajosa, eu descobri que vale a pena ficar três horas te olhando sentada num sofá mesmo que o dia esteja explodindo lá fora.
E quando já não sei mais o que sentir por você, eu respiro fundo perto da sua nuca, e começo a querer coisas que eu nem sabia que existiam... e daí eu sinto um daqueles segundos de eternidade que tanto assustam o nosso coração acostumado com a fugacidade segura dos sentimentos superficiais.
Eu olhei para você …e me senti tão ao lado de um homem, que eu tive vontade de ser a melhor mulher do mundo.E eu tive vontade de fazer ginástica, ler, ouvir todas as músicas legais do mundo, aprender a cozinhar, arrumar seu quarto, plantar uma árvore, escrever um livro, ser mãe.
E aí eu só olhei pra bem longe, muito além daquele sol, e todo o meu passado se pôs junto com ele. e eu senti a alma clarear enquanto o dia escurecia.
eu te engoli e você é tão grande pra mim que dedico cada segundo do meu dia em te digerir. [….]

E quando eu acordei o mundo inteiro estava pink. tão pink que ardia. que doía a cabeça e tinha de usar óculos escuros.Engraçado como eu não sei dizer o que eu quero fazer porque nada me parece mais divertido do que simplesmente estar fazendo. Ainda que a gente não esteja fazendo nada.Eu, que sempre quis desfilar com a minha alegria para provar ao mundo que eu era feliz, só quero me esconder de tudo ao seu lado.Eu limpei minhas mensagens, matei meus recados, estrangulei quem eu era e todo meu passado, arregacei as minhas mangas e deixei morrer quem estava embaixo delas. risquei de vez todas as opções do meu caderninho, eu espremi a água escura do meu coração e ele se inchou de ar limpo, como uma esponja. uma esponja rosa, porque você me transformou numa menina cor-de-rosa.Você me transformou no eufemismo de mim mesma, suavizou meu soco, amoleceu minha marcha e transformou minha dureza em dança. você quebrou minhas pernas, tirou as pedras da minha mão.Você diz que me quer com todas as minhas vírgulas, e eu te quero como meu ponto final."

Tati Bernadi


E faço dessas palavras copiadas,um resumo do que ando sentindo e vivendo,

faço disso uma pequena declaração!Teeee amo muitão Rodrigo Brandão ♥ !!!



Um comentário:

  1. Que perfeeeeeeeito, Meu Deus.
    Chorei aki feito boba apaixonada! *-*
    haushuahs

    ResponderExcluir